sábado, 15 de agosto de 2015

Reforma Serra de Fita Acerbi


Olá! Em fevereiro passado, em um rolê de bike qualquer, passei em frente a um ferro velho chique, digamos de restos industriais, e tive que fazer uma visita. Longe de ser um comprador impulsivo, eu não resiste a esta serra. Sabe quando você fica olhando um negócio para comprar e fica olhando, olhando, não sabe se compra, fica enrolando ...

Foi assim, no outro dia voltei e comprei. A máquina não estava em condições de uso, muita ferrugem, peças faltantes e quebradas e não foi uma pechincha, paguei pelo preço justo. Precisei de um dia para decidir a compra pois sabia que não iria ser fácil reformar, e mesmo sabendo que seria muito trabalhoso, comprei, afinal é disso que gosto!

Eu já conhecia essa máquina, na empresa que trabalho temos duas dessas lá, uma não sei de que ano, já estava lá quando entrei na empresa em 1991, esta só quebrou uma vez!
A outra veio nova, do final da década de noventa, essa nunca quebrou. Serras de Fita Acerbi são máquinas extremamente simples e duráveis.

A minha Acerbi SFME veio com muitos problemas, mas a estrutura da máquina e seus principais componentes estavam passiveis de reforma. O que mais me preocupava era o motor, pois não tenho trifásico, o revestimento dos volantes e duas engrenagens que estavam faltando.

O problema do motor e da falta das engrenagem estavam interligados, pois ambos são importantes para a rotação da máquina, pois este é uma modelo para serrar metais e para isso a rotação deve ser muito baixa. E o que promove a baixa rotação é um sistema de câmbio formado por quatro engrenagens, e na minha veio faltando duas delas e a alavanca de mudança.

A primeira coisa que fiz foi ligar para uma empresa chamada Calfran, parece que foi esta empresa que comprou a Arcebi e ainda fabrica a linha Acerbi porém com o nome Reico.
Atendimento de pós vendas péssimo, 50 emails e nenhuma resposta, ligações em vão para no final das contas receber como resposta que esta máquina é fora de linha e não ha peças de reposição. A máquina é boa, mas o atendimento é uma merda.

A segunda coisa que fiz foi pedalar na região do Brás, rua Piratininga, rua Parana e Gasômetro, aliás fui três vezes. Ninguém tinha essa engrenagem, e quando fui na Maqtor, especialíssima em engrenagens, abortei a procura das engrenagens! Como essas engrenagens são helicoidais, o rapaz da Maqtor me disse que ele mesmo não trabalha com este tipo de engrenagens pois da muito problema a comercialização das usadas, pois os módulos de fabricação devem ser idênticos e blá, blá, blá ...





Bom, mandar fazer as engrenagens seria muito caro, e não resolveria o problema do motor. Então para reduzir a rotação decidi colocar um inversor de frequência, e com um inversor eu resolveria também o problema do trifásico, uma vez que arrumar um motor monofásico de baixa rotação seria difícil e um novo esquece. O inversor também teria que ser usado, demorei uns dois meses para achar um para motor de 1 HP. 

Mas ficou bom, não ficou com a rotação tão baixa como a promovida pelas engrenagens mas acho que dá para cortar aço tranquilamente. Caso no futuro der problemas, eu coloco um motoredutor. Com o inversor eu tenho mais possibilidades.

Para o revestimento dos volantes eu tive outra experiência de péssimo atendimento. O foda é que eu precisava comprar uma coisa que eu não sabia o nome, e o pior, ninguém sabia. Quando fui na Rua Piratininga, tem uma loja que se chama Casa das Serras.
Quando eu estava entrando, tinha um cara saindo do balcão. Ele me viu, me deu as costas indo para o fundo da loja. Poxa, eu chamei ele, bom dia e tal e perguntei se tinhas peças para serra e grosseiramente recebi um não ! Insisti! pois eu preciso! E perguntei do revestimento e ele me disse que na unidade do Gasômetro tinha. Menos mau.

Liguei lá e uma moça disse que tinha e até me passou o preço, beleza. Mas demorou um tempo para eu poder ir e quando fui, de bike, cheguei para o vendedor e falei do revestimento e ele disse que não tinha, alias disse que nem sabia o que era. Puta que pariu! Para ele o assunto já tinha encerrado, não tem e pronto. Ai eu tive que insistir de novo, fui chato, eu preciso dessa merda e onde vou achar isso. Ai ele se mobilizou  lá e achou a bagaça. Nem perguntei de que lado colava, porque ai já era pedir de mais. Voltei na rua Piratininga e fui encarar os chatos novamente. Dane-se! Faz parte lidar com gente chata e mau humorada.

É isso ai, depois de seis meses não indo no bar de sábado, ficando de domingo até as nove da noite escutando Pegadas de Adréias Kisser e umas três caixinhas de Heineken eu finalmente terminei! 
Adorei! Agora tenho uma máquina legal que poderá me ajudar muito em outros projetos.






5 comentários :

  1. Camarada, primeiramente, parabens pelo blog e epla reforma da Acerbi. Ficou 10!!!

    Tenho uma idêntica e estou no processo de restauração também, de forma que peço aqui uma ajuda. Pra começar, a minha tem uma "gambiarra" no lugar do encosto guia para centralização da lâmina, tanto acima quanto abaixo da mesa. Via na sua última foto, abaixo à esquerda, que você descolou uma zero. Você achou pronta ou mandou fazer? Se mandou fazer, tem como me mandar umas fotos detalhadas pra eu me virar aqui também? Se der, manda no rcromano (gmail). Já agradeço de antemão, e se me permitir, vou te incomodar outras vezes. Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem?
      Muito Obrigado!
      Então, esses "guias" são originais da máquina, já vieram nela. Estavam bem detonados, então refiz os eixos, mudei a furação e coloquei rolamentos novos.
      Sim, pode perguntar o que quiser e se você quiser posso te mandar um desenho.
      E se você não achar nada por ai posso fabrica-los para você.

      Abraço

      Babetto

      Excluir
    2. Olá Babetto, muito obrigado. Eu agradeço se puder me enviar os desenhos com medidas. Pode enviar no rcromano@gmail.com

      Se eu não conseguir por aqui, podemos combinar sim de você fabricá-los para mim.

      Muito obrigado,

      Rafael

      Excluir
  2. Parabéns amigo pela reforma é uma ótima máquina, eu encontrei uma no ferro velho nesse mesmo estado porém a correia do volantes estão totalmente destruídos poderia me dizer onde encontro? e a guia com rolamentos onde posso encontrar?Desde já agradeço.obrigado!

    ResponderExcluir
  3. Olá, obrigado! Você vai encontrar na Rua do Gasômetro, chama Cinta de Correia. Compre na largura mais próxima do volante e faça o calculo do comprimento da Circunferência (diam. x Pi) compre a mais pois o corte na emenda deve ser em angulo. Se você for até lá, eles tem um outra unidade, ou pelo menos tinham, na Rua Piratininga, dê um pulo até lá, pois tem dessas máquina usadas lá para venda, é legal para dar uma olhada. Para os guias, dificil encontrar para comprar, melhor mandar fazer, se quiser igual ao meu me informe seu email que te mando o desenho.
    Abraço e boa sorte!

    ResponderExcluir